05
jun

Resenha | O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint Exupery

Categorias: Livros

Sempre ouvi dizer que O Pequeno Príncipe era o livro que todos deveriam ler pelo menos uma vez na vida. Fazia tempo que queria comprá-lo (e ele é super barato), mas acabava colocando outras leituras em prioridade. Quando finalmente o li, compreendi muitas lições importantes que o autor quis transmitir através de personagens tão encantadores como o Principezinho e o Piloto. A leitura é simples, com uma linguagem de fácil compreensão e com um aprendizado que encanta pessoas de todas as idades, tanto que é um dos títulos mais traduzidos do mundo.

o pequeno príncipe

Título: O Pequeno Príncipe /  Autor (a): Antoine de Saint-Exupéry / Editora: Agir / Páginas: 96 / Onde comprar: Buscapé

Minha avaliação: ★★★★★

Sinopse: O Pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia a dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino.  

DSC05020

Um piloto sofre uma pane no motor do avião e é obrigado a fazer um pouso de emergência no deserto do Saara. Sozinho, ele decide consertar o motor rapidamente, pois só possui água para oito dias. Logo após a primeira noite, depois do piloto ter adormecido na areia, um garoto de cabelos dourados o acorda pedindo que ele lhe desenhe um carneiro. O piloto, surpreso, tentou entender o que aquele homenzinho fazia a quilômetros e quilômetros de distância de qualquer região habitada, mas atendeu seu pedido e desenhou-lhe o carneiro. A partir daí, nasce uma amizade entre a criança e o adulto, e o principezinho começa a narrar suas viagens por vários planetas até chegar a Terra, onde aprende valores como amizade, amor e companheirismo.

o pequeno príncipe

“Mas quando percebemos que se trata de uma planta ruim, é preciso que a arranquemos imediatamente.” Página 21

Esse livro tem uma sensibilidade incrível, não há quem não seja tocado por ele! Em cada planeta que visitava, o principezinho encontrava pessoas comuns, como eu e você, com orgulho, com pressa, solitários, intelectuais, vaidosos, sérios demais, enfim… cada um desses personagens carregados de simbolismos nos leva a refletir sobre nossas vivências e relacionamentos. Uma reflexão que nos lembra a criança que existe em cada um de nós.

“É bem mais difícil julgar a si mesmo que julgar os outros. Se consegues fazer um bom julgamento de ti, és um verdadeiro sábio.” Página 39

o pequeno príncipe

“(…) só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.” Página 70

O livro é ilustrado com aquarelas do autor, o francês Antoine de Saint-Exupéry, que além de escritor e ilustrador, também foi piloto, o que nos leva a crer que ele tenha sido o próprio narrador da história. As ilustrações são bem simples, o que facilita a proximidade com o público infantil. A editora quis mantê-las exatamente iguais às originais deixadas pelo autor.

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.” Página 72

O Pequeno Príncipe é uma leitura é super rápida, dessas que você lê em alguns minutos. Mas não tenha pressa, pegue um marcador e grife suas frases preferidas, leia e releia, pois vale a pena refletir por questões que nos fazem repensar o que realmente importa na vida. Por falar nisso, encerro esse post deixando o trecho que mais me encantou na obra:

“Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo já pronto nas lojas. Mas, como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!” Página 67

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

19
maio

Resenha: COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ – JOJO MOYES

Categorias: Livros

Oi todo mundo!

Estou diante do computador há um bom tempo pensando em como começar a falar desse livro pra vocês. Ele é tão incrível que não encontro as palavras certas para descrevê-lo. Emocionante, impactante, comovente, encorajador, romântico, desafiador, profundo e finalmente… sensível! A história de Lou e Will é tudo isso e muito mais, um livro daqueles que você lê em poucas horas, mas tem a sensação de levá-lo consigo a vida toda.

 como eu era antes de voce

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã solteira, o sobrinho e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade – um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas – e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.

Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.

Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem, e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

como eu era antes de voce

Já contei pra vocês que sou daquelas pessoas que compram o livro pela capa e confesso que tenho que parar com isso. Como eu era antes de você não parece muito atrativo à primeira vista, mas basta ler algumas de suas páginas para se apaixonar pela história e narrativa da autora.

A vida ativa de Will é mencionada no prólogo do livro, mas logo nos deparamos com o triste acidente que o deixa tetraplégico. Daí, passam-se dois anos e começamos a conhecer a rotina de Lou, uma jovem de 26 anos de idade, sem grandes ambições e que acaba de ficar desempregada, para desespero de sua família, que depende de seu salário. Diante disso, ela passa a procurar outro emprego, mas a única coisa que consegue é um contrato de seis meses como cuidadora de Will Traynor.

A princípio eles se dão super mal. Will havia se tornado um homem amargurado e grosseiro, enquanto Lou havia sido atirada para dentro de uma vida totalmente diferente da sua. De imediato, ela pensa em desistir do emprego, mas a realidade financeira de sua família não permite esse luxo. Com o passar do tempo, um começa a entender o outro e eles acabam se respeitando um pouco, sem muito diálogo ou envolvimento, apenas se suportando.

“Eu gostaria de sentir pena dele. Eu realmente queria. Quando o pegava olhando para fora através da janela, pensava que ele era a pessoa mais triste que eu já conhecera.” Página 45.

Quando tudo parece estar relativamente tranquilo, Lou descobre que Will já tentou suicídio e que o período de contrato dela é exatamente o tempo de vida que resta a ele. Esse tempo foi um acordo entre Will e sua mãe, que após inúmeros pedidos do filho, viu-se obrigada a conceder o desejo de que ele morra em uma clínica na Suíça.

“Não quero viver assim, mãe. Não é a vida que eu quis. Não há perspectiva de recuperação, então, é bastante razoável pedir para acabar com isso da maneira como eu ache adequada.” Página 100

Lou era a única pessoa que realmente conseguia alcançar Will, e mesmo querendo desistir novamente do emprego, ela toma aquilo como uma missão pessoal e decide entrar numa batalha para mantê-lo vivo, só não contava se apaixonar por ele.

“Eu dispunha de cento e dezessete dias para convencer Will Traynor de que ele tinha motivos para viver.” Página 125

Eu poderia citar vários trechos do livro porque os diálogos são lindos, a narrativa envolvente! Mas não posso revelar muito, quero deixá-los curiosos ao ponto de se sentirem motivados a ler esse romance.

livro como era antes de você

A maior parte do livro é narrado por Lou, mas há quatro capítulos em que a autora nos permite um olhar diferente através do ponto de vista de outros personagens. Eu particularmente adorei essa sacada, achei o máximo saber o que personagens tão importantes na trama pensavam a respeito dos protagonistas e o mais importante: o que eles revelavam.

Nesse livro, Jojo Moyes vai fazer você entender um pouco das dificuldades e do preconceito que os deficientes sofrem, vai fazer você querer sair da sua zona de conforto. Também vai fazer com que derrame algumas lágrimas (é inevitável), mas principalmente, fará com que você acredite, por mais improvável que seja, que o amor pode nascer em qualquer circunstância da vida.

livro como eu era antes de você

Alguma dúvida de que esse livro entrou para a minha lista de favoritos? Gostei tanto que já estou à procura de outros títulos da autora e, se os outros forem tão bons quanto esse (e acredito que sejam), Jojo Moyes ganhou mais uma fã!

Pra concluir (porque já falei demais), a autora anunciou em uma rede social que o livro terá continuação. Vocês acreditam? Gente, não tenho estrutura pra isso! Nem pra assistir ao filme. Sim, ele também ganhou produção cinematográfica e a estreia está prevista para 2016. Não é incrível?

Bom, espero que vocês leiam esse livro e se apaixonem tanto quanto eu. E quem já leu, me conta aqui o que achou 😉 Combinado?

ONDE COMPRAR:

AmazonAmericanasCulturaSaraivaSubmarino

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Um super beijo, fiquem com Deus!

01
maio

Livro: Morra por Mim – Amy Plum

Categorias: Livros

O livro Morra por Mim – Você arriscaria sua vida por amor?, lançado pela editora Farol Literário, faz parte da saga Revenants, da autora Amy Plum.

Morra por Mim - Amy Plum

Sinopse: Minha vida sempre foi repleta de alegria e normalidade. Mas foi preciso apenas um acontecimento para que tudo mudasse para sempre. De forma inesperada, eu e minha irmã ficamos órfãs. Tudo virou de ponta-cabeça e nos mudamos para Paris para viver com nossos avós. Eu sabia que meu coração estava despedaçado, assim como minha vida, e que eu poderia nunca mais me sentir bem novamente. Então conheci Vincent. Misterioso, sexy e incrivelmente charmoso, Vincent Delacroix apareceu do nada e me tirou da realidade. Agora eu tinha uma chance de me refazer. Mas é claro que nada é assim tão fácil. Porque Vincent não é como os outros humanos. Ele tem um destino terrível, está predestinado a colocar sua vida em risco todos os dias. E Vincent também tem inimigos… imortais, assassinos que estão determinados a destruir a ele e toda humanidade. Enquanto luto para reconstruir o que resta da minha vida, como poderei colocar em perigo minha família e meu coração por uma chance de ser amada? Um grande romance sobre a vida, a morte e até onde um de nós pode ir por amor.

Morra por Mim é narrado por Kate, uma adolescente de dezesseis anos que perdeu seus pais em um acidente de carro e que depois disso passou a viver em Paris, com sua irmã Georgia e seus avós. Enquanto Georgia tentava esquecer a morte dos pais em baladas com amigos, Kate passava horas isolada em seu quarto, lendo livros, mergulhada num sofrimento sem fim. Até que conhece Vicent, um francês atraente, gentil e misterioso, e logo se apaixona por ele.

“Nos dias seguintes, vi o rosto de Vicent por toda parte. Na quitanda da esquina, subindo as escadas do metrô, sentado no terraço de cada café pelo qual eu passava. Claro, quando eu olhava melhor, nunca era ele de verdade. Para minha contrariedade, eu não conseguia parar de pensar nele; pior, meus sentimentos estavam divididos entre uma cautela autoprotetora e uma paixonite escancarada.” Página 41

Quando Kate encontra uma foto de Vicent em um obituário, ela descobre uma série de coisas inimagináveis sobre ele e sua suposta família. Dividida entre a própria segurança e a sua repentina paixão, ela terá que descobrir até onde vale arriscar a vida por amor.

Livro Morra por Mim

A história de Kate e Vicent é toda ambientada em Paris. Então imaginem logo um cenário super lindo e romântico, com direito a cartas de amor e comportamento à moda antiga, pois Vicent, apesar de dizer ter 19 anos, é muito mais velho do que aparenta.

A história dos Revenants (que em francês significa fantasma) é muito bem explorada. Há capítulos inteiros dedicados à eles e isso nos ajuda a entender um pouco mais sobre o lado misterioso de Vicent, que não é humano, não é vampiro, e está predestinado a morrer por outras pessoas. Calma! É meio estranho entender de primeira e confesso que achei bem louca essa trama, mas acabei gostando e já estou ansiosa para ler o próximo livro da série, Até que eu Morra.

 

O livro é lindo, tanto por fora quanto por dentro. A narrativa da autora é bem descritiva, e apesar de ter muitos personagens, a leitura não é cansativa, pelo contrário, é envolvente e diferente de tudo o que eu já havia lido. Quem gosta dessas séries de vampiros, certamente irá gostar desta saga.

ONDE COMPRAR:

Amazon – Cultura– Saraiva

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Espero que gostem da leitura, beijos!

Páginas«1 ...1920212223242526»
Páginas«1 ...1920212223242526»

Helen Dutra - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017