08
mar

Livro: A Culpa é das Estrelas – John Green

Categorias: Livros

Oi gente!

Aqui estou eu com mais um livro de John Green, que todos vocês já devem ter lido ou ouvido falar. Esse foi o primeiro livro que li do autor e acredito que essa seja sua obra de maior sucesso até hoje, mesmo tendo preferido Quem é você, Alasca?.

A Culpa é das Estrelas - John Green

Título: A Culpa é das Estrelas / Autor (a): John Green / Editora: Intrínseca / Páginas: 336

Sinopse: Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante – o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos -, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

A narradora da história é Hazel Grace, uma adolescente prestes a completar 17 anos de idade, diagnosticada com câncer de tireoide, que evoluiu para uma metástase no pulmão. Ela respira com a ajuda de um cilindro de oxigênio, que carrega para todos os lados e toma doses diárias de um medicamento experimental.

Hazel passa seus dias deprimidos em casa, pensando na morte e lendo repetidas vezes o mesmo livro: Uma Aflição Imperial, de Peter Van Houten. Hazel adora o autor e é doida para saber o final dos personagens, já que o livro acaba no meio de uma frase.

Hazel, por insistência de sua mãe, participa de um Grupo de Apoio a jovens com câncer em uma igreja. Lá, ela encontra Augustus Walters – ou Gus. Ele é bonito, alto, magro, musculoso, e perdeu uma de suas pernas para o osteosarcoma, mesmo assim, continua bem otimista. O dois acabam se conhecendo e, mesmo sendo muito diferentes, acabam vivendo um relacionamento muito forte.

“Gostava de ele ser professor titular no Departamento de Sorrisos Ligeiramente Tortos com duas cátedras no Departamento da Voz Que Me Deixa à Flor da Pele.”

Hazel e Augustus vão à Amsterdã ao encontro de Peter Van Houten, em busca do final do livro que eles tanto amam. É a partir daí que começam a surgir algumas reviravoltas que te prendem ainda mais à história. E que reviravoltas, viu? Não estava preparada para aquilo.

Acho que John Green tem uma narrativa ótima, principalmente para seu público-alvo. Parece adolescente falando para adolescente. É uma leitura fácil e o melhor do livro são os diálogos entre Hazel e Augustus, carregados de frases lindas. Acho, inclusive, que os

“Talvez o.k. venha ser o nosso sempre.”

A Culpa é das Estrelas ganhou produção cinematográfica muito fiel ao livro. A trilha sonora escolhida é linda e parece que os atores protagonistas nasceram para viver Hazel e Augustus.

No mais, eu gostei bastante do livro e do filme, e indicaria para alguém que ainda não leu ou assistiu. Porém, devido a tantos comentários e mobilização nas redes sociais, esperava um pouco mais. Não que eu tenha me decepcionado, mas acho que criei expectativas demais. Enfim, de qualquer forma, é uma leitura bastante agradável.

ONDE COMPRAR:

Compare no Buscapé

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Um beijo grande, até a próxima!

08
mar

Livro: Quem é você, Alasca? – John Green

Categorias: Livros

Oi gente! Quem me acompanha lá no Instagram, já deve ter visto que esse ano me propus a ler um livro por semana. Comecei mega atrasada, mas Quem é você, Alasca? foi minha primeira leitura do ano e, sinceramente, me perdoem os super fãs de A Culpa é das Estrelas, achei esse aqui bem melhor.

Quem é você Alasca? - John Green

 

“Não sabia se podia confiar nela e já estava cansado de sua imprevisibilidade – fria num dia, meiga no outro; irresistivelmente sedutora num momento e insuportavelmente chata no outro.”

 

Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras – e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual,  Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez” .

Miles é um garoto solitário que leva uma vida medíocre na Flórida. Cansado disso, decide estudar num colégio interno no Alabama, o mesmo em que seu pai se formou.

Já no colégio, Miles faz alguns poucos e bons amigos, entre eles, seu companheiro de quarto Chip, também conhecido como Coronel, que o apresenta a Alasca Young, uma garota linda, cheia de curvas, colecionadora de livros, divertida, de personalidade forte e muito misteriosa. Lara e Takumi também fazem parte do grupo, inclusive Lara se torna a primeira namora de Miles, mesmo ele sendo apaixonado por Alasca.

Gordo  (como é apelidado pelo Coronel) começa a adotar o mesmo estilo de vida de seus novos amigos; fumar, beber, aplicar trotes, e por aí vai. A vida deles é só festa até o momento do ápice da história, onde acontece algo totalmente inesperado, que muda completamente a maneira de como enxergar esse romance adolescente. John Green guarda o melhor para o final, e para que você entenda esse isso, o livro é dividido em duas partes: Antes e Depois.

Um fato importante a ser mencionado é que Gordo adora ler biografias e tem como hobby decorar as últimas palavras de personalidades importantes. As mais mencionadas no livro são “Com sairei deste labirinto?” de Simón Bolívar e “Saio em busca de um Grande Talvez” de François Rabelais. Essas duas frases de efeito, muito citadas no livro, são importantíssimas não só para o personagem, mas também para que o leitor se sinta alí, junto com aqueles jovens, mergulhados no mistério, e tentando descobrir qual a saída do labirinto em que se encontram.

Enfim, é uma narrativa leve e fácil de ler. A única coisa que me cansou foi o fato de eles estarem constantemente fumando, mas apesar disso, é uma leitura válida.

Alguém aí já leu? 🙂

 

ONDE COMPRAR:

AmericanasCulturaSaraivaSubmarino

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Um super beijo, fiquem com Deus!

27
dez

Água de Coco para C&A

Categorias: Moda

A coleção da Água de Coco para C&A foi lançada dia 02 de Dezembro (eu sei que estou mega atrasada com este post), logo após a rede de Fast Fashion anunciar parceria com Stella McCartney. Essa foi  a primeira vez que marca cearense fez colaboração com a C&A e todos nós agradecemos, não é mesmo? Fui logo no começo dar uma olhada, já tinha visto muita coisa através da divulgação na Internet e já sabia mais ou menos o que queria comprar, TUDO!

DSC02948

A loja estava lotada, bagunçada, as mulheres enlouquecidas. Nos corredores e no provador só se ouvia falar em Água de Coco. Realmente, a coleção estava linda, como já era esperado. Uma grande variedade de roupas, calçados e acessórios nas linhas feminina, masculina e infantil, com preços que variavam de R$49,90 a R$199,90.

AGUA DE COCO PARA C&A

pageddd

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Na linha feminina, destaque para os bodys, que prometem ser o hit do verão. Mas além disso, havia shorts, saias, calças pantalonas, biquínis, maiôs, caftans, vestidos, camisas de manga longa e blusinhas básicas. Toda a coleção com a sofisticação, as cores e as estampas super brasileiras que são a cara da Água de Coco.

page

O acabamento varia de peça pra peça, mas de um modo geral achei ok.

Acabei trazendo para casa 3 peças: um body (R$139,00), uma calça pantalona (R$149,00) e uma blusinha básica (R$59,90).

AGUA DE COCO PARA C&A

AGUA DE COCO PARA C&A

Água de Coco para c&a

Enfim, amei a coleção da Água de Coco para C&A, mas acho que não está mais disponível, já que a mulherada estava empolgada pra levar tudo.

Espero que tenham gostado das minhas escolhas. 🙂

Um beijo e até a próxima!

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Páginas«1 ...717273747576»

Helen Dutra - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017