04
out

Resenha | O Diabo Ataca em Wimbledon – Lauren Weisberger

Categorias: Livros

Acho que todos já assistiram ou pelo menos já ouviram falar no filme O Diabo veste Prada, né? Eu adoro essa adaptação cinematográfica e fiquei super interessada em conhecer a escrita da autora, e tive a oportunidade de fazer isso quando a Editora Record lançou outra obra dela, O Diabo Ataca em Wimbledon, que conta a história da tenista Charlotte e sua luta para alcançar o topo do sucesso.

—-

Título: O Diabo Ataca em Wimbledon / Autor (a): Lauren Weisberger / Editora: Record

Páginas: 400 / Skoob: Adicione / Minha avaliação: ★★★

Sinopse: Até onde você iria para chegar ao topo? Da mesma autora de O diabo veste prada!”
Quando a tenista queridinha dos americanos, Charlotte “Charlie” Silver, faz um pacto com o diabo — o treinador carrasco Todd Feltner —, é catapultada para um mundo de estilistas famosos, festas exclusivas, jogos beneficentes a bordo de iates gigantescos e encontros românticos com a realeza hollywoodiana. Sob a nova direção impiedosa de Todd, Charlie, a menina boa, já era. Todd só quer saber de Charlie, a “Princesa Guerreira”. Afinal de contas, ninguém chega ao topo sendo bonzinho. Revistas e blogs de fofocas seguem Charlie freneticamente em suas viagens pelo mundo perseguindo vitórias em Grand Slams e manchetes no Page Six. Mas, quando a estrela da Princesa Guerreira ascende dentro e fora das quadras, há um preço a pagar. Num mundo obcecado por aparências e celebridades, estaria Charlie Silver disposta a se perder para vencer a todo custo? De Wimbledon ao Caribe, do US Open ao Mediterrâneo, O diabo ataca em Wimbledon é um passeio sexy e perversamente divertido por um mundo em que as apostas são altas — e as regras do jogo nem sempre são respeitadas.

—-

Em O Diabo ataca em Wimblendon, somos levados ao mundo dos esportes, mais precisamente às quadras e aos bastidores do tênis, pois a protagonista, Charlotte, ou apenas Charlie, é uma tenista profissional que acaba de sofrer uma grave lesão que pode comprometer toda a sua carreira.

Depois de ser aconselhada a abandonar o esporte, Charlie decide dispensar sua atual treinadora e amiga, e contratar o melhor técnico do tênis, Todd Feltner. Ele, que até então só havia treinado homens, aceita a missão de colocar o nome de Charlie no topo do ranking, mas para isso exigirá dela muitas renúncias, sacrifícios, mudanças de hábitos e até mesmo de personalidade.

“… eu estava sempre tentando fazer todos gostarem de mim. Ninguém mais parece se importar com isso, então por que eu deveria me preocupar?” Página 220

—-

Não é difícil imaginar que o diabo dessa história é o técnico Todd. Em seu currículo, ele já ajudou vários jogadores a chegarem ao topo do pódio; por outro lado, é um sujeito extremamente exigente, carrasco e grosseiro. Além das longas horas de treino, academia, uma dieta super restrita e muitas outras regras, o novo treinador também decide mudar a imagem “boazinha” de Charlie. A partir de então, a tenista começa a frequentar festas exclusivas, a ser acompanhada por estilistas renomados, a fechar patrocínios com grandes marcas e até a se relacionar com gente famosa, tudo em nome da imagem de “Princesa Guerreira” que Todd cria para ela.  

Porém, quanto mais vitórias Charlie vai acumulando nas quadras, mais complicada fica sua vida fora das competições. Ela começa se questionar se realmente está disposta a vencer custe o que custar, enquanto nós, leitores, somos levados a refletir sobre até que ponto devemos ir para alcançar nossos objetivos.

Apesar de amar chick-lits, eu não consegui me envolver muito com o livro. Achei que a autora se prolongou muito em alguns assuntos e não desenvolveu certos pontos que eu estava ansiosa por um desfecho feliz, como por exemplo o relacionamento com Dan, que foi um fofo e uma companhia constante de Charlie nos treinos (adorava as cenas com ele!). Os personagens não me cativaram; Charlie foi uma protagonista sem personalidade; fazia tudo lhe mandavam fazer e no final, quando percebeu que tinha feito escolhas erradas, já era tarde demais. Gostaria de vê-la dando a volta por cima nas quadras e “acabando com azinimigas”.

Alguns personagens secundários tiveram destaque, como o agente de Charlie, que também era seu irmão e tinha uma relação linda com ela; gostei da forma de como um cuidava do outro. Vale mencionar também o pai da tenista, que estava sempre por perto, tentando abrir os olhos da filha.

De um modo geral foi uma leitura de entretenimento. Não me acrescentou nada, mas também não odiei ter lido. Achei que foi um livro que focou nas escolhas de uma pessoa e suas consequências. Senti falta de uma aprofundação no romance, afinal, Charlie merecia um amor que compensasse seu lado de entrega à profissão. Mas como a própria autora deixou claro na história: ser atleta não é fácil. Tem todo o lado do glamour e da fama, mas só quem viaja o ano inteiro de torneio em torneio, sabe como é se sentir sozinha, sem muitos amigos por perto e sem um relacionamento verdadeiramente sólido.

Ainda pretendo ler O Diabo veste Prada, pois como mencionei anteriormente, adoro o filme e espero que o livro seja bem divertido. Deixo como recomendação O Diabo ataca em Wimblendon pra você que gosta de leituras como essa ou deseja um livro leve e fácil.

Beijos e até a próxima!

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube


Comente aqui!

7 Respostas para "Resenha | O Diabo Ataca em Wimbledon – Lauren Weisberger"

Lilian Moraes - 16-01-2018 (10:35)

Eu só assisti ao filme de O Diabo Veste Prada, se esse novo livro seguir a mesma linha, deve ser divertido de ler!

Beijos
http://orangelily.com.br/

Responder


Priscila - 16-01-2018 (17:44)

Hum deve ser legal esse livro! Adorei sua resenha, esse ano estou querendo ler mais rs, vou colocar em minha lista rs
Parabéns pela resenha

Responder


luiza - 16-01-2018 (17:45)

ADOREII!

Responder


Ariany Corrêa - 16-01-2018 (18:16)

Aaaaah já quero esse livro 😍

Responder


Lívia Madeira - 16-01-2018 (22:21)

eu sempre quis ler algo dessa autora, depois do filme do diabo veste prada fiquei super curiosa e acabei nunca pegando nada. gostei mt de conhecer mais esse livro!

http://www.tofucolorido.com.br
http://www.facebook.com/blogtofucolorido

Responder


Lena Rico - 17-01-2018 (01:41)

Eu adoro o filme O Diabo Veste Prada e inclusive adquiri este livro que você resenhou por causa disto mas até hoje não tive vontade de ler ele…

Responder


Ariany Correa - 17-01-2018 (17:16)

Eu amo a história do Diabo veste prata, sou aquela verdadeira fanática!!! E já quero esse livro, pelo seu post parece ser demais é a minha cara com certeza 😍

Responder


Helen Dutra - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018