10
jul

RESENHA: Um mais Um – Jojo Moyes

Categorias: Livros

Aqui estou eu tentando começar mais uma resenha de um dos livros de Jojo Moyes. Quem é leitor do blog, já deve ter visto outros títulos dela por aqui. Desde que li Como eu era antes de você, me apaixonei pela narrativa da autora e pela forma como ela envolve o leitor, fazendo com que não larguemos o livro até mesmo depois de termos finalizado a leitura. Ainda me pego, de vez em quando, com meus olhos correndo pelos trechos grifados, numa tentativa de gravar o máximo que conseguir desse lindo e irresistível romance!

um mais um - jojo moyes

Título: Um mais um / Autor (a): Jojo Moyes / Editora: Intrínseca / Páginas: 320

Minha avaliação: ★★★★★

Sinopse: Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. 

Fazendo faxinas de manhã e trabalhando em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno prodígio da matemática, tem outro problema: acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá? 

Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à  primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã – que insiste em que ele vá visitar o pai doente -, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio. 

Começa então uma viagem divertida, repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de um engraçado romance entre uma mãe solteira falida e um geek milionário.  

um mais um - jojo moyes

A família de Jess Thomas é sem sombras de dúvidas uma encrenca: ela é uma mãe solteira que se desdobra trabalhando para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky. Engravidou cedo, casou cedo e logo foi abandonada pelo marido e, desde então, não recebe dele nenhum auxílio nem para ela nem para as crianças. Tanzie é uma garota de 10 anos de idade que é um gênio da matemática. Ela ganhou uma generosa bolsa de estudos para uma excelente escola correspondente a 90% da mensalidade. Mesmo assim, sua mãe não tem condições de bancar os 10% restantes. Nicky é o filho da ex namorada do ex marido de Jess. É um adolescente gótico, muito recluso, que vive sofrendo bullying de uns garotos do bairro, o que o torna ainda mais introspectivo. A única coisa que ele gosta é de videogame e baseado. Mas não acaba por aí, a família ainda conta com um enorme cachorro chamado Norman. Essa é a complicada família de Jess, que apesar de todas as dificuldades, mantém a esperança de que as coisas um dia mudem para melhor.

“(…) se nos preocuparmos com os outros e fizermos o que é certo, tudo ficará bem. Não roubar. Não mentir. Fazer o que é certo. De alguma maneira, o universo vai nos ajudar.” Página 214

Ed Nicholls é um empresário geek muito bem sucedido. Tem casas, carros, trabalha no ramo de software, gosta do que faz e vive confortavelmente. Mas se vê envolvido em um escândalo de informações privilegiadas por um erro bobo. Por conta disso, ele decide se refugiar em sua casa de veraneio. É lá que ele encontra Jess, quando ela faz faxina em sua casa e mais tarde no pub, quando ele se embebeda e ela o ajuda a voltar para casa. Detalhe: eles se detestam desde o início.

   “Ed gostava de ordem. Gostava de saber o que iria acontecer. Tudo naquela mulher sugeria o tipo de… ausência de limites que o deixava nervoso.” Página 93

A história toma um rumo diferente quando Jess recebe a notícia de que há uma Olimpíada de Matemática que pode ser a solução para o ingresso de Tanzie na tão sonhada escola. Só há um problema: a competição será na Escócia. Sem medir esforços para realizar o desejo da filha, ela pega o carro velho e sem seguro do ex marido e parte junto com as crianças e o cachorro rumo à Escócia. Mas eles mal conseguem sair do bairro e são parados pela polícia. É nesse momento que Ed surge, e sem pensar muito no que está fazendo, oferece carona a eles até o local da Olimpíada.

“Coisas boas acontecem para pessoas boas. Basta ter fé…” Página 159

É então que começa a aventura! Quatro pessoas super diferentes e um cachorro num carro durante dias, se alimentando mal, dormindo mal, discutindo, dando risada, fazendo descobertas, aprendendo um com o outro… é realmente uma viagem incrível, onde começamos a conhecer profundamente todos os personagens. Nicky, apesar de recluso, é um garoto muito bom, se preocupa com a irmã e com a madrasta. Ele me surpreendeu várias vezes, principalmente lá pro finalzinho do livro. Tanzie é uma menina adorável, daquelas crianças impossíveis de não amar. Ed também é um cara legal, errou, mas está tentando concertar os erros, inclusive com sua família. Jess é uma mulher guerreira, teimosa e otimista, como tantas que vemos na “vida real”; mãe, pai e provedora do lar. Apesar de todo sofrimento, o que ela mais deseja é um futuro brilhante para os filhos. E Norman… bom, Norman é um caso especial, ele passa a maior parte da viagem dormindo ou peidando.

“Ai, nossa! Ele peidou. Mãe, estou sufocando.” Página 80

O romance entre o casal vai surgindo devagarinho, mas de uma forma deliciosa! Jess não se relacionava com ninguém desde de que seu marido fora embora e Ed havia acabado de sair de um casamento complicado. É muito bom ver como eles vão se conhecendo, se descobrindo, se escondendo das crianças… é impossível não torcer por eles!

“Quando ele sorria, ela não conseguia evitar sorrir também. Quando ele parecia triste, algo dentro dela se quebrava de leve. Página 242

Toda a história é narrada em terceira pessoa. Os capítulos são alternados no ponto de vista de cada personagem, assim a narrativa não fica cansativa em nenhum momento, pelo contrário, é super leve, agradável e envolvente! É um livro diferente de tudo o que já havia lido da autora, o que mostra a sua enorme versatilidade. Jojo Moyes apresenta uma história tão real: Quantas Jess Thomas existem por aí? Mulheres que assumem diversos papéis para garantir a sobrevivência e dignidade da família. Quantos Nickys que estão cansados de apanhar e só querem encontrar sua tribo? Quantas garotinhas como Tanzie, que dão duro para chegar a um lugar? E quantos Eds que, por conta de um erro, terão que recomeçar tudo em suas vidas? O que mais me encantou nesse livro foram o personagens. São eles que fazem essa história engraçada, mas também emocionante e, principalmente, repleta de boas lições sobre perseverança e fé.

“As escolhas que você fizer agora vão determinar o resto da sua vida.” Página 15

um mais um - jojo moyes

Enfim gente, é muito difícil falar de um livro tão bom quanto esse. Não sou nenhuma crítica literária, mas com essa resenha espero compartilhar essa história deliciosa com o maior número de pessoas. Quando eu leio um livro que gosto muito, minha vontade é de que todos leiam também. Me desculpem se fui muito longa, mas é porque eu gosto de detalhes, e não vou mentir: é muito difícil escolher os trechos a citar aqui. Dá vontade de digitar um capítulo inteiro, de tão lindo que é o livro.

Depois dessa leitura fiquei ainda mais fã de Jojo Moyes e o meu desejo é que ela não pare nunca de criar histórias maravilhosas como Um mais Um.

ONDE COMPRAR:

Amazon – Americanas – Cultura – Saraiva – Submarino

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Um super beijo, fiquem com Deus!


Comente aqui!

3 Respostas para "RESENHA: Um mais Um – Jojo Moyes"

Reh - 12-07-2015 (17:21)

Já ti há ouvido falar do livro e, depois dessa resenha, ele entrou para minha lista. Não vejo a hora de tê-lo comigo.

Beijos. Reh

Responder


Helen Dutra Helen Dutra - julho 12th, 2015 em 10:19 pm respondeu:

Tenho certeza de que você irá amar!
Boa leitura, beijos!

Responder


Helen Dutra - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017