21
out

DICA DE LEITURA: Plutão – R. J. Palácio

Categorias: Livros

Quem já leu a história de Auggie, deve ter se interessado também por outros livros que surgiram a partir de Extraordinário, da R. J. Palácio. Foi isso que aconteceu comigo. O primeiro livro é tão bom, que fiquei super curiosa para ler Plutão, assim também como O Capítulo do Julian e 365 Dias Extraordinários (esses dois últimos estão na minha lista de leitura para esse ano ainda).

Sinopse: Em Plutão, R. J. Palacio traz a história de Christopher, o melhor amigo de infância de August Pullman, um garoto de feições incomuns que encantou leitores do mundo inteiro no romance Extraordinário.

Exclusivo em e-book, o livro alterna entre o presente e flashbacks de quando os dois meninos eram vizinhos. Plutão acompanha Chris ao longo de um dia especialmente complicado. Os pais estão se divorciando e ele está com dificuldades na escola, mas mesmo afastado do velho amigo, é relembrando alguns desafios e aprendizados que teve ao lado de Auggie que Chris encontra algum conforto. Uma linda história sobre o valor da amizade na vida das crianças, uma vivência intensa e marcante.

livro plutão - r.j. palácio

Narrado em primeira pessoa, o livro segue a mesma leveza de Extraordinário, mas desta vez através do ponto de vista de Christopher, amigo de infância de Auggie. A história toda se passa em um dia da vida de Chris, onde tudo parece dar errado, tanto na escola, quanto em seus relacionamentos com a família, amigos e principalmente com Auggie.

Como Plutão é um conto de Extraordinário, é como se fosse um capítulo do livro, curtinho, com poucas páginas, então tenho medo de acabar contando demais a vocês. O que posso dizer é que em meio à tantas confusões, Chris vai aprender a valorizar as verdadeiras amizades. E essa é a principal mensagem transmitida pela autora: “boas amizades valem um esforcinho a mais”.

A leitura está mais do que recomendada, desde ao mais jovem ao mais velho e principalmente para quem já se sensibilizou com a história fantástica de Auggie em Extraordinário. Espero que vocês tenham curtido a dica e e não esqueçam de me falar aqui nos comentários se vocês já leram ou pretendem ler. 😉

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Um super beijo!

07
out

Livro: Extraordinário – R. J. Palacio

Categorias: Livros

Oi gente!

Fiquei ansiosa para iniciar essa leitura desde que fiz o pedido na revista da Avon. Inclusive eu amei ter encontrado esse título pra vender por lá, com um precinho ótimo. Quando o livro finalmente chegou, eu me agarrei a ele e em pouquíssimo tempo conclui essa leitura que realmente é extraordinária!

livro extraordinário

Sinopse: August (Auggie) Pullman nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular em Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Extraordinário (2)

Auggie é um garoto de dez anos de idade que nasceu com uma síndrome rara. Por conta disso, seu rosto é deformado: não tem sobrancelhas nem cílios. Os olhos são caídos e esbugalhados, o nariz é desproporcionalmente grande para o rosto e a cabeça é afundada nas laterais. Ele não possui maçãs do rosto e come de um jeito nojento. Apesar disso, ele é um garoto normal como todas as outras crianças da sua idade, é inteligente, gosta de brincar com sua cadela Daisy, é fã de Star Wars, é carinhoso e muito amado pela irmã e os pais super protetores.

Mas a vida de Auggie começa a mudar quando ele vai à escola pela primeira vez. Cercado pelas outras crianças, ele sofre com o preconceito, com a exclusão, com os olhares estranhos, os falsos amigos e cada palavra maldosa dirigida a ele. Nesse mesmo meio preconceituoso, ele cativa muitas pessoas e faz amigos incríveis, que o ajudam a enfrentar essa nova fase de sua vida.

“Não precisamos de olhos para amar, certo? Apenas sentimos dentro de nós. É assim no céu. É só amor. E ninguém se esquece de quem ama.” Página 152

O livro é dividido em oito partes, cada uma delas narrada por personagens diferentes e claro, boa parte dele pelo próprio Auggie. Eu adoro autores que fazem isso porque podemos ver a mesma versão da história por diferentes pontos de vista, e isso faz muita diferença! Como é narrado por crianças, a leitura é bem leve e descomplicada, como se estivéssemos lendo um diário.

Esse é o primeiro livro que leio da autora e já estou louca para ler outros títulos que surgiram a partir de Extraordinário. A leitura está mais do que recomendada. Diria até que é o tipo de livro que todo mundo precisa ler pelo menos uma vez na vida, pois agrega lições de bondade, amizade, generosidade e, principalmente, gentileza!

Extraordinário (3)

“Porque não basta ser gentil. Devemos ser mais gentis do que precisamos. Adoro essa frase, essa ideia, porque ela me lembra que carregamos conosco, como seres humanos, não apenas a capacidade de ser gentil, mas a opção pela gentileza.” Página 197

Por último, andei pesquisando algumas resenhas sobre esse livro e não encontrei nenhuma pessoa que dissesse que não gostou. É unânime! Não tem como não amar a história desse garotinho tão pequeno, frágil e ao mesmo tempo tão forte! Vale colocar na sua wishlist de leitura, é o tipo de livro indicado a todas as idades.

Agora me resta saber se vocês gostaram da dica. Me falem aqui nos comentários, quero saber a opinião de quem já leu e se algum de vocês pretende se emocionar com Extraordinário, da R. J. Palacio 😉

 

ONDE COMPRAR:

AMAZONAMERICANASCULTURASARAIVASUBMARINO

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Um beijo grande!

21
ago

Resenha: A última carta de amor – Jojo Moyes

Categorias: Livros

É sempre difícil escrever uma resenha. Quando é sobre um livro que gostamos muito, fica mais complicado ainda. Esse é o quarto livro que leio da Jojo Moyes, e a cada leitura ela consegue me cativar ainda mais.

resenha a última carta de amor jojo moyes

Sinopse: Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma  série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. 

Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido – em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado -, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento.

Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico. 

resenha a última carta de amor

Logo no início do livro somos apresentados a Ellie Haworth, uma jornalista que tem um caso com um homem casado e que parece não se importar muito com ela (não tanto quanto ela se importa com ele). O ano é 2003 e ela descobre, nos arquivos do jornal em que trabalha, uma carta apaixonada endereçada a Jennifer, e logo se interessa pelo casal do romance proibido, em parte por precisar de uma matéria nova para o jornal, mas principalmente por ela mesma estar vivendo uma situação parecida.

É nesse momento que fazemos uma viagem no tempo e chegamos em 1960, quando a linda Jennifer Stirling tenta voltar a sua antiga vida, após um acidente de automóvel. O problema maior é que ela perdeu parte da memória e nem mesmo a vida luxuosa, o marido Laurence, e seus amigos mais próximos conseguem fazer com que ela se sinta menos deslocada. É quando Jennifer encontra uma carta escondida em um livro, endereçada a ela, e assinada apenas por “B”. Ela se dá conta de que tinha um amante e, a partir daí, as coisas começam a fazer sentido; por isso ela não consegue se encaixar na vida que aparentemente levava, por isso que ninguém nunca fala como aconteceu o acidente, por isso que ela não consegue amar seu marido. Jennifer então inicia uma busca pelo possível amante, e mesmo sabendo tão pouco sobre ele, está decidida a encontrar o homem por trás daquela e de outras cartas. E novamente voltamos ao tempo, dessa vez com a Jennifer apaixonada antes do acidente.

“Ele foi o amor da minha vida, mas não tenho nenhuma fotografia dele, poucas recordações. Se não fosse pelas cartas, eu poderia achar que imaginei tudo.” Página 288

Tanto Ellie quanto Jennifer viveram romances proibidos na cidade de Londres, mas em épocas diferentes. Suas histórias se entrelaçam ao longo da trama, mostrando como as duas são de fundamental importância na vida uma da outra, mesmo a história de Jennifer parecendo ser mais longa e interessante. Também somos apresentados a outros personagens cativantes como o Rory, que aparece mais lá pro finalzinho do livro e claro, o famoso “B”, autor das tão apaixonadas cartas de amor.

“Mas não existe perdão para pessoas como nós, Ellie. Você pode vir a descobrir que a culpa tem um papel muito maior no seu futuro do que você gostaria. Dizem que a paixão arde por uma razão, e, quando se trata de casos, os protagonistas não são os únicos que saem machucados.” Página 336

resenha a última carta de amor jojo moyes

O livro é esteticamente tão lindo quanto a história! Em cada início de capítulo, a autora publicou mensagens reais entre pessoas através de cartas, mensagens de texto, e-mails, cartões-postais, telegramas e até por Facebook. Tem até um trecho de uma carta da Rainha Elisabeth I. Achei muito fofo esse detalhe! Sem contar que a capa não foge da temática do livro, é uma das capas mais lindas da minha estante.

E apesar de ser um romance com 378 páginas, a leitura flui de forma rápida e leve. Consegui concluir em três noites. Nesse livro, Jojo Moyes abordou com maestria temas como família, traição, amores proibidos, encontros e desencontros. A leitura está mais do que recomendada! Não só para os fãs da autora, mas também para todos os apreciadores de um bom romance, sobretudo, para quem gosta de histórias que intercalam presente e passado.

Vou deixar linkado outros livros da autora que já li, por ordem de preferência:
Como eu era antes de você
Um mais um
A garota que você deixou para trás

ONDE COMPRAR:

AMAZON – AMERICANAS – CULTURA – SARAIVA

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Pinterest ❤ YouTube

Beijinhos! 

Páginas1234

Helen Dutra - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017