06
set

Resenha | O Sorriso da Hiena – Gustavo Ávila

Categorias: Livros

Já anota aí a dica de um suspense psicológico incrível: O Sorriso da Hiena, do autor nacional Gustavo Ávila. O livro foi recentemente publicado pela Editora Verus, mas já fazia um enorme sucesso na internet, através da publicação independente do autor. Inclusive eu já tinha interesse em fazer essa leitura há um bom tempo, por isso fiquei muito feliz quando soube que uma editora tão importante resolveu reproduzir essa história.

Já deu pra perceber o quanto esse livro é querido, né? Pois fica de olho na resenha, que vou te contar um pouco de como foi essa experiência de leitura.

—-

Título: O Sorriso da Hiena / Autor (a): Gustavo Ávila / Editora: Verus

Páginas: 266 / Skoob: Adicione / Compre: Buscapé / Minha avaliação: ★★★★★

Sinopse: Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitável psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana. Porém, a proposta feita pelo misterioso David coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral. 
Para saber se é uma pessoa má por ter presenciado o brutal assassinato dos seus pais quando tinha apenas oito anos, David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a dele, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma na vida delas.
Até onde ele será capaz de ir? É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem?

O Sorriso da Hiena é um daqueles livros com final surpreendente e de tirar o fôlego. Ele é narrado em terceira pessoa, a partir do ponto de vista de três homens distintos: David, Artur e William.

David era só uma criança que ficou órfã aos oito anos de idade quando assistiu ao brutal assassinato dos pais. Vinte e quatro anos depois, ele se torna um serial killer e planeja repetir com outras famílias o que aconteceu com a dele.

É aí que entra em cena Artur, o detetive responsável por desvendar os crimes e colocar o assassino atrás das grades. Ele fora diagnosticado desde criança com síndrome de Asperger, um tipo de autismo que molda a pessoa com certas particularidades, o que o torna um sujeito esperto e excêntrico. Sem dúvidas, esse foi o personagem que mais me atraiu.

O último protagonista que apresento a vocês é William, o psicólogo infantil contratado pela polícia para acompanhar crianças que foram vítimas de violência. Ele fez uma tese de doutorado sobre o desenvolvimento da maldade humana, porém seu estudo era formado apenas por questões hipotéticas, visto que para confirmar sua tese ele teria que ter casos reais de assassinatos com as mesmas características.

A trama fica ainda mais interessante quando David propõe a William um acordo perigoso: ele continuaria cometendo o mesmo crime com vários casais para que o psicólogo pudesse estudar as crianças, afim de saber se um trauma sofrido na infância seria capaz de transformar a pessoa em um monstro. E com isso o autor levanta uma questão: “é possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem?

“A única maneira de sobreviver é evoluir para um estado que podemos chamar popularmente de bondade, em que você aprende o que é certo e errado, e em que as pessoas se importam com as outras e não só com suas próprias necessidades.” Página 204

Esse foi o romance de estreia de Gustavo Ávila e eu gostei demais da maneira instigante e inteligente de como ele conduziu a história. Os capítulos são curtos e objetivos, alternando a visão dos três protagonistas. Há ainda a presença de alguns personagens secundários que foram essenciais para a construção de personalidade dos protagonistas e para o desfecho da trama.

Foi muito fácil me envolver com a história e criar minhas próprias teorias sobre os acontecimentos por trás dos crimes. Sem contar que a narrativa fluida e envolvente do autor não me deixou largar o livro enquanto não cheguei ao final.

O Sorriso da Hiena acabou entrando para minha lista de suspenses psicológicos favoritos tanto pela leitura extremamente prazerosa que me proporcionou quanto pelas discussões levantadas sobre a maldade humana. Foi uma leitura rápida, fascinante, inteligente, entusiástica, intensa e, por fim, ímpar, por ser totalmente diferente de tudo que já li e pelo fato do autor ter fugido de esteriótipos.

Então sim, eu A-M-E-I esse livro e encerro essa simples resenha reforçando a recomendação. Não somente para quem apoia a literatura nacional ou adora um thriller psicológico, mas para todos os leitores sedentos de um livro inteligente e dinâmico.

Um beijo e até a próxima!

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

07
ago

Resenha | Um Acordo de Cavalheiros – Lucy Vargas

Categorias: Livros

Queridos leitores, alerta de VÍCIO

Para quem ama aquele romance que lhe tira o sono, faz a respiração ficar ofegante, o coração bater acelerado, e fica de cara quando tudo se encaixa, fica comigo mais um pouquinho porque vamos viajar no tempo para as temporadas de bailes londrinos.

Já estão se imaginando numa festa? Ainda não? Pois já podem se preparar, porque a partir de agora vocês estão oficialmente convidados para esse baile!

—-

Título: Um Acordo de Cavalheiros / Autor (a): Lucy Vargas / Editora: Bertrand Brasil

Páginas: 350 / Skoob: Adicione / Minha avaliação: ★★★★★

Sinopse: Tristan Thorne, o Conde de Wintry, não é um homem para brincadeiras. Com uma vida de segredos, amado e odiado na sociedade, ele não é o parceiro ideal para uma dama. Dorothy Miller não sabe o que há por trás de suas motivações, apenas que ele é bastante intenso. Os jornais dizem que ele bebe demais, joga demais e ama escandalosamente. E até mata. Como uma dama determinada a ser dona do próprio destino como Dorothy Miller acaba em um acordo com um homem como Lorde Wintry? Você teria coragem de guardar um segredo com o maior terror dos salões londrinos? Lembre-se: Nunca faça acordos com ele, pois o conde sempre volta para cobrar.

—-

O ano era 1818, evento de pré-temporada na casa de Lady Russ em Londres, e lugar onde tudo começou para Dorothy Miller e Tristan Thorne. Vamos conhecer um pouco dessa história, para só assim entender como foi que uma dama se meteu nesse acordo de cavalheiros.

Dorothy era uma dama respeitável da sociedade, iniciava essa temporada em Londres como a missão de conseguir um bom casamento para sua prima Cecília. A menina tinha gostos excêntricos, por assim dizer, e era uma tagarela, o que tornava a missão de Dorothy complicada.

Dorothy havia perdido os pais quando ainda era criança, então seu tio, o Sr. Felton, a recebeu em sua casa. Ela estava com 26 anos, o que para sua família era uma idade para já estar casada, mas ela não se importava. Dorothy era forte, independente e não se encaixava naqueles valores moralistas que queriam lhe impor.

Foi naquela noite, enquanto estava no evento de Lady Russ, que Dorothy, após algumas taças de vinho, se viu presa àquele maldito sedutor que era Tristan Thorne. Uma noite, algumas horas de conversa, uma garrafa de vinho, e nossa dama acordou na cama daquele conde safado, com o vestido e o cabelo bagunçados e sem nem lembrar como foi parar ali.

Mas lá estava ele à meia luz, cheio de más intenções, com um sorriso no canto dos lábios e bem disposto a refrescar sua memória. Nossa dama não tinha ideia de onde havia se metido, mas estava bem perto de descobrir, pois no dia seguinte ele a procuraria para lhe propor um acordo.

Mesmo sem saber ao certo como foi que ela se meteu nisso, Dorothy aceitou a proposta de Tristan Thorne e, desde então, por mais difícil de acreditar que seja, ambos começaram a descobrir lados de si mesmos que jamais pensariam existir.

Dorothy vivia em uma época em que não casar significava ruína para uma mulher. Basicamente, o contexto histórico delas era crescer se preparando para o momento em que chegaria a idade de casar e garantir um herdeiro para seu esposo. Se o homem era de uma boa família e tinha uma boa aparência, então já era um pretendente a futuro marido. Em momento nenhum era colocado em pauta a felicidade dessas mulheres.

Mas, mesmo contra todas as probabilidades, nossa dama se recusava a viver os padrões estabelecidos pela sociedade. Era óbvio que ela queria casar, mas se aquilo não acontecesse, por ela tudo bem. Dorothy se achava no direito de buscar seu lugar na sociedade sem precisar estar vinculada a um marido para isso.

No outro extremo dessa história está nosso Conde descarado, o qual só de ouvir seu nome, as damas estremeciam de pavor. Tristan também havia perdido os pais quando era criança e foi criado por sua tia, que o amou incondicionalmente como se realmente fosse seu filho. Mas ele também a perdeu e acompanhamos sua busca incansável para descobrir qual a verdadeira causa da morte dela, pois ele tinha certeza não ter sido causa natural, como haviam lhe falado.

Mesmo alimentando todos as histórias horríveis a seu respeito, e ainda ajudando para que elas se tornassem piores, Tristan conseguiu tempo para se aventurar em um romance secreto e cheio de reviravoltas com Dorothy Miller. O que pra ele foi uma novidade, pois ele fugia de damas da sociedade como o diabo foge da cruz. Porém, depois do que aconteceu no evento de pré-temporada, Tristan se viu louco de desejo de possuir aquela mulher, ele já havia planejado em sua mente inúmeras formas de lhe proporcionar prazer, tanto quanto ela nunca imaginou receber em sua vida. Porém, ele também foi pego por essa história.

Ambos encontraram no outro alguém para conversar, para ser quem realmente eram, encontraram um amigo nos braços um do outro, e o que era para ser apenas um caso secreto se transformou em momentos divertidos e de compartilhamento, mas que acabariam ao fim daquela temporada. Ou será que não? Será que atrelada aquele lorde devasso, Dorothy ainda conseguiria manter algo de casto?

Mesmo tratando-se de um romance de época ardente e escandalosamente envolvente, que prende você desde o início, Um Acordo de Cavalheiros é um livro que vem cheio de empoderamento para nós mulheres. Nos mostra que mesmo em uma história fictícia é real que buscamos nosso lugar no meio de uma sociedade que quer nos impor tudo o que devermos ser ou fazer de nossas vidas.

Dei a esse livro 5 estrelas, mas daria até 1000, por ser um livro de conteúdo tão maravilhoso, não só pelas cenas picantes, que em certos momentos me deixou com as bochechas ardendo de vergonha, mas por tudo o que ele explora ao longo de seus capítulos. É uma leitura leve, engraçada, tensa em alguns momentos e também comovente. Mas que faz valer a pena cada minuto dedicado a ele.

Sobre a autora, Lucy Vargas, só tenho uma coisa a dizer: parabéns por essa obra incrível, já quero novas leituras!

Beijos e até a próxima, pessoal!

ACOMPANHE AS REDES SOCIAIS DO BLOG:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

20
fev

Resenha | No Mundo da Luna – Carina Rissi

Categorias: Livros

No Mundo da Luna: um livro cheio de graça, magia e muita confusão, mas também um amor que rompe todas as barreiras e faz seu coração se derreter. Em mais uma obra da Carina Rissi, passamos a enxergar o mundo através dos olhos da protagonista que em alguns momentos vamos do amor ao ódio por ela.

—-

Título: No Mundo da Luna / Autor (a): Carina Rissi / Editora: Verus / Páginas: 476

 Skoob: Adicione / Compre: Buscapé / Minha avaliação: ★★★★★

Sinopse: A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe idiota vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai em seu colo. Embora não tenha a menor iJdeia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.

“Parece que está tudo bem (obrigada!) na sua vida profissional. É hora de sair um pouco por aí e perder a cabeça. Aproveite aquele vestido novo para passear.”  Página 37

O livro conta a história de Luna e Dante. Logo nas primeiras páginas percebemos a que vida da nossa protagonista está “de pernas para o ar”! Ela descobre que seu namorado a traiu com sua vizinha, o carro que ela tanto ama vive mais na oficina do que funcionando e o seu chefe nem ao menos sabe seu nome.

Jornalista recém-formada, Luna trabalha como recepcionista na revista Fatos&Furos, que não anda “bem das pernas” devido a era digital; fora isso, a revista ainda está perdendo boa parte de seus jornalistas para sua maior concorrente. É nesse momento que a coluna semanal de horóscopo cai em suas mãos. Apesar de não saber nem ler um mapa astral e de não acreditar em nada relacionado a magia, Luna aceita o novo desafio, pois vê nele a oportunidade de crescer e ganhar seu espaço na renomada revista.

Mas ela nem desconfia dos perigos que a esperam e que mesmo em meio a tantas confusões surge uma paixão avassaladora capaz de abalar as estruturas do seu mundo.

“Homens são destemidos por natureza, caçam o perigo como um prêmio, mas uma mulher de TPM faz até o Dalai-Lama bater em retirada e se refugiar nas montanhas.” Pagina 118

bridesmaid Dresses UK

“Você não devia me abraçar assim – falei,  fechando os olhos.- Desse jeito vou acabar gostando de você mais do que devia.” Pagina 235

O romance era pra ser perfeito, não fosse com o homem errado. Ao se ver sem opções, Luna luta com todas as forças para arrancar de seu peito todo esse sentimento que até então ela desconhecia e com isso acaba se metendo em algumas confusões criadas por que ela mesma. E é exatamente em um desses momentos de “surto” que ela vê sua vida mudar da maneira que sempre sonhou.

Eu não tenho palavras pra dizer o quanto fiquei apaixonada por No mundo da Luna. Eu nunca fui muito fã de autores nacionais mas quando me deparei com a Carina Rissi, foi tipo “amor a primeira leitura”; ela simplesmente se encaixou em todos os meus critérios de leitura. Eu já havia lido outro livro dela, o Procura-se um marido, e já tinha me encantado com sua escrita envolvente. Como esse foi um dos primeiros livros escritos pela autora, eu confesso que fiquei um pouco receosa quanto ao desenrolar da história, mas com o passar das páginas meu amor pelo livro e pelos personagens só foi aumentando.

Por falar em personagens, todos eles são cativantes e, mesmo tendo algumas poucas histórias secundárias, em nenhum momento a autora desviou o foco dos protagonistas e ainda conseguiu com muito estilo e criatividade desenvolver todas as histórias de forma divertida e bem humorada. Eu posso afirmar com todas a letras que esta é sem dúvidas aquele tipo de leitura viciante, em que você não consegue passar um dia sequer sem ao menos ler algumas páginas. Me apaixonei por praticamente todos os personagens, embora em alguns momentos eu tenha sentido vontade de dar “uns tapas” na cara da Luna. E como vocês já devem imaginar, me apaixonei principalmente pelo Dante. Gente do céu, que homem é aquele?! Quem poderia imaginar que por trás daqueles óculos horrorosos se escondia praticamente um “semideus”?

E pra finalizar gostaria de acrescentar que este livro já está na lista dos melhores chick-lits que li na vida. No mundo da Luna é um daqueles livros que você começa a ler com um sorriso no rosto, devora em poucos dicas e fica com aquela sensação gostosa de quero mais. Espero que assim como eu e a Helen, vocês também apreciem muito essa leitura e compartilhem sua experiência conosco!!!

“Se deixar, eu vou te fazer feliz. Muito. Não só porque você merece ou porque desejo isso mais do que qualquer outra coisa, mas porque preciso te fazer feliz.” Pagina 329

 

ACOMPANHE O BLOG NAS REDES SOCIAIS:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Um beijo grande e até a próxima!

Páginas123

Helen Dutra - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018