16
ago

Resenha | Quando a noite cai – Carina Rissi

Categorias: Livros

A resenha de hoje é mais um romance da diva do chick-lit nacional, Carina Rissi. Em Quando a noite cai, a autora presenteia seus fãs com um história envolta em mistérios, maldições, lendas e claro, muita paixão.

—-

Título: Quando a noite cai / Autor (a): Carina Rissi / Editora: Verus

Páginas: 476 / Skoob: Adicione / Compre: Buscapé / Minha avaliação: ★★★

Sinopse: Briana Pinheiro sabe que não é a pessoa mais sortuda do mundo. Sempre que ela está por perto algo vai mal, especialmente no trabalho. Por isso é tão difícil manter um emprego. E a garota realmente precisa de grana, já que a pensão da família não anda nada bem. Mas esse não é o único motivo pelo qual Briana anda perdendo o sono. Quando a noite cai e o sono vem, ela é transportada para terras distantes: um mundo com espadas, castelos e um guerreiro irlandês que teima em lhe roubar os sonhos… e o coração. Depois de ser demitida — pela terceira vez no mês! —, Briana reúne coragem e esperanças e sai em busca de um novo trabalho. É quando Gael O’Connor cruza seu caminho. O irlandês de olhar misterioso e poucas palavras lhe oferece uma vaga em uma de suas empresas. Só tem um probleminha: seu novo chefe é exatamente igual ao guerreiro dos seus sonhos. Enquanto tenta manter a má sorte longe do escritório, Briana acaba por misturar realidade e fantasia e se apaixona pelo belo, irresistível e enigmático Gael. Em uma viagem à Irlanda, a paixão explode e, com ela, o mundo de Briana, pois a garota vai descobrir que seu conto de fadas está em risco — e que talvez nem mesmo o amor verdadeiro seja capaz de triunfar…

Briana é uma moça atrapalhada e com uma tremenda má sorte. Ela precisa muito ajudar sua família financeiramente, mas não consegue durar em emprego nenhum, até o dia em que é atropelada por Gael, um cara lindo, alto, charmoso e que parece ter saído diretamente de seus sonhos.

O fato é que nos últimos cinco anos, Briana sonha todas as noites com um guerreiro irlandês chamado Lorcan e ele se parece muito com o homem que a atropelou. Agora, ela acaba se vendo envolvida em uma nova situação, onde além de conseguir um novo emprego (Gael lhe proporciona essa oportunidade), Briana consegue ficar mais próxima do chefe e tenta entender o porque da sua semelhança com Lorcan.

“Porque quando se ama, por mais impossível que possa parecer, a esperança persiste e você luta até o último suspiro.” Página 237

—-

Quem é leitor do blog já sabe que eu sou super fã da Carina Rissi; adoro todos os outros livros que já li dela e acho viciante a maneira como a autora narra suas histórias. Isso sem mencionar que ela cria os melhores mocinhos da vida, né? Até hoje não tive estrutura emocional pra decidir quem é meu crush preferido e sigo muito apaixonada por Max, de Procura-se um marido; Dante, de No Mundo da Luna; Lucas, de Prometida e claro, Yan, da série Perdida.

Por isso, é com muita tristeza no coração que eu confesso a vocês que Quando a noite cai não me conquistou cem por cento. Entre os motivos, está o fato de eu não ter conseguido me conectar com a narrativa alternada entre sonho e realidade. Eu nunca tive problemas com esse tipo de narrativa que mescla realidade e fantasia ou passagens de tempo, mas nesse livro isso me incomodou bastante. A parte dos sonhos da Briana era cansativa e logo me dava sono; consequentemente eu tive dificuldade de entender as lendas irlandesas, o que considero essencial para a compreensão desse romance.

Os protagonistas também não me cativaram; a verdade é que eu não conseguia aceitar muito bem a relação precoce do casal, principalmente porque Gael era chefe da Briana e eu não admitia o fato do patrão ir assistir filme na casa da nova funcionária que ele conhecia há apenas uma semana, muito menos mandar um motorista particular apanhá-la em casa para levá-la à empresa, isso sem falar que ele não reclamava das inúmeras atrapalhadas que ela causava no trabalho. Eu sei que se trata de uma história puramente fictícia, mas essa relação patrão x empregada fugia muito da normalidade e não passou veracidade ao enredo.

E entre os pontos positivos, destaco o fato da autora ter inserido um pouco do folclore, da mitologia e da cultura irlandesa nessa obra. Apesar de não ter entendido muito as lentas, como falei anteriormente, eu admiro o esforço da autora em ter se mantido fiel a elas.

Lembrando que tudo que estou discorrendo aqui são observações muito pessoais. Tenho certeza de que várias pessoas pensam o contrário, e isso é tão verdade que a maior parte das resenhas que li sobre esse livro foi extremamente positiva. Talvez eu não estivesse no momento certo para mais um romance ou talvez essa leitura tenha sido prejudicada pela minha alta expectativa, não sei. A única coisa que eu sei é que você precisa tirar suas próprias conclusões sobre Quando a noite cai, porque ao contrário do que aconteceu comigo, esse livro pode proporcionar uma leitura maravilhosa para você.

Um super beijo e até a próxima!

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Helen Dutra - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017