17
abr

Resenha | Rock Star – S. C. Stephens

Categorias: Livros

Oi, gente!

O livro resenhado hoje vai abordar um dos triângulos amorosos mais intensos da literatura contemporânea. Estou falando de Rock Star, o romance de Intenso Demais,  pelo ponto de vista de Kellan Kyle.

Título: Rock Star / Autor: S. C. Stephens / Editora: Valentina / Páginas: 512

 Skoob: Adicione /  Compare e Compre: Buscapé

Sinopse: Ele é intenso, complicado e perigoso. Ele é demais! O único lugar onde Kellan Kyle sempre se sentiu em casa foi no centro de um palco. Tocando guitarra num bar escuro, ele consegue esquecer o passado doloroso. Nos últimos tempos a sua vi da se resume em três coisas: música, seus companheiros de banda e intensos encontros sexuais. Até que uma mulher muda tudo… Kiera é o tipo de garota que Kellan jamais deveria desejar — ela é inteligente, doce, e também a namorada do seu melhor amigo. Convencido de que nunca conseguirá merecer o amor dela, ele esconde a sua crescente atração… até que o coração atormentado de Kiera oferece a Kellan algumas pistas de que os sentimentos dele podem ser correspondidos. Agora, não importam as consequências, Kellan tem uma certeza: não vai deixar Kiera escapar sem lutar por ela. Em Intenso Demais, Kiera contou sua história. Agora é a sua vez ouvir a versão pela boca do “rock star” sexy que cativou fãs do mundo inteiro.

Kellan Kyle foi fruto de uma traição de sua mãe; logo, cresceu sabendo que era um filho indesejado. Essa situação marcou muito a sua vida, pois vivendo em um lar sem afeto e sofrendo abusos e humilhações pelo “pai”, Kellan passou a acreditar que jamais poderia ser amado por alguém.

Já adulto, morando sozinho e sendo vocalista da banda de rock D-Bags, Kellan leva a vida tentando preencher os espaços vazios que existiam dentro de si. A música, além de uma profissão, é algo com o que ele poderia se conectar, que o traz uma paz completa.

Durante muito tempo, a música foi o único relacionamento verdadeiro que Kellan teve. Claro que houve muitas mulheres em sua vida, afinal, essa era sua “válvula de escape” e ele ansiava pela sensação de proximidade que o sexo lhe proporcionava. Porém, o lindo, gostoso e talentoso Kellan Kyle se sentia cada vez mais solitário e não fazia a menor ideia do que deveria fazer para mudar isso.

Kiera largou sua família e sua cidade para acompanhar o homem que amava, Denny. Ele tinha acabado de se formar e estava em busca de um futuro promissor em Seattle. Era lá que Kellan morava, e foi o nosso protagonista quem se ofereceu para dividir seu apartamento com o casal, afinal, Denny era um grande amigo e uma das poucas lembranças felizes de sua infância.  

Como já dá pra imaginar, essa ideia de Kiera e Kellan dividindo o mesmo teto não resultou em algo bom, pois a atração que os dois sentiam um pelo outro era muito forte e capaz de mudar profundamente suas vidas.

Até aqui você deve até estar pensando que Kellan é apenas mais um destruidor de relacionamentos, uma vez que fica com a namorada de seu melhor amigo, porém com a leitura de Rock Star, passamos a entender os sentimentos dele. Através de sua narrativa, percebemos que aquela atração não era só carência e desejo; pela primeira vez em muito tempo, Kellan era olhado de uma forma diferente. Kiera não enxergava apenas a estrela de rock ou o playboy descontraído, mas conseguia ver o seu eu verdadeiro e somente ela se importava de verdade com ele.

Esse foi o meu primeiro contato com a autora e foi uma experiência completamente diferente me aventurar por essa narrativa. Apesar de me envolver com a trama e querer loucamente descobrir o desfecho final, eu confesso que algumas vezes tinha a sensação de que Kellan estava repetindo a história com palavras diferentes. Ele enfatizava muito a sua dor para só depois passar para o próximo ponto.

A narrativa do livro é lenta, minuciosa e descritiva, de modo que pode-se encontrar páginas e páginas sem a presença de um diálogo, característica que talvez incomode os leitores que gostam de obras mais diretas e objetivas.

Por outro lado, essa escrita da autora contribuiu para que as sensações e reações dos personagens fossem muito reais. Por exemplo: quando os caras da D-Bags estavam conversando no bar, eu conseguia me imaginar na mesma mesa, participando daquele ciclo de amizade. Quando eles estavam fazendo alguma apresentação, eu conseguia me imaginar na platéia, curtindo o show. E quando Kellan estava nos momentos hot com a Kiera, eu me sentia como uma intrusa naquele ambiente, tamanha a dose de realidade das cenas descritas pela S. C. Stephens. Então vai muito do gosto pessoal de cada leitor. Enquanto alguns acham a narrativa arrastada, outros adoram a dose de realidade do livro.

E se você que leu até aqui ficou curioso para saber mais desse triângulo amoroso, existe a história completa a partir do ponto de vista da Kiera: Intenso Demais, Complicado Demais e Perigoso Demais, todos lançados pela Valentina. E pelo que andei sondando com a editora, a autora não tem planos de narrar mais livros através do ponto de vista do Kellan, mas escreveu a história do Griffin, integrante da D-Bags e um dos personagens secundários mais intrigantes desse livro. A previsão de lançamento é para o segundo semestre desse ano. Um presentão para os fãs da autora, né?

Enfim, eu espero muito que vocês tenham gostado do post, porque meu irmão nem sonha que eu usei a guitarra dele pra deixar as fotos à altura dessa edição linda e super caprichada da Valentina. Hahaha! 😉

—- —

Mil beijos!

ME ENCONTRE TAMBÉM AQUI:

Instagram ❤ Facebook ❤ Google + ❤  Pinterest ❤ Skoob ❤ Twitter ❤  YouTube

Helen Dutra - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017